Como funcionam as turbinas de avião

Todas as turbinas de aviões, funciona dentro de um mesmo princípio. O motor aspira o ar na parte da frente com uma hélice. Um compressor então eleva a pressão do ar. Este, por sua vez, é composto por hélices com muitas lâminas e presos a um eixo. As lâminas comprimem o ar. O ar comprimido é então pulverizado com combustível e uma faísca eléctrica acende a mistura. Os gases de queima se expandem e explodem para fora através do bocal na parte de traseira da turbina do avião. À medida que os jatos de gás disparam para trás, o motor e o avião são empurrados para a frente.

O ar passa através do núcleo do motor, bem como em torno do núcleo. Isto faz com que algum do ar seja muito quente e algum seja mais frio. O ar mais frio, em seguida, mistura-se com o ar quente na área de saída do motor.Uma turbina de avião opera sob a aplicação da terceira lei da física de Newton: para cada ação, há uma reação igual e oposta. Isso é chamado de empuxo. Esta lei é demonstrada em termos simples: solte um balão inflado e veja o ar que escapa propulsionar o balão no sentido oposto.Como funciona uma turbina de avião?Na turbina de um avião, o ar entra na entrada de frente e é comprimido, então forçado para dentro das câmaras de combustão, onde o combustível é pulverizado para dentro dele e a mistura é inflamada. Gases que formam expandem-se rapidamente e são esgotados através da parte traseira das câmaras de combustão. Estes gases exercem a mesma força em todas as direções, proporcionando impulso de avanço enquanto eles escapam para parte de trás da turbina.

Enquanto os gases deixam o motor, eles passam através de um conjunto semelhante a um leque de lâminas (turbinas) que fazem rodar o eixo da turbina. Este eixo, por sua vez, faz rodar o compressor, trazendo assim uma fonte fresca de ar através da entrada de ar. O impulso pode ser aumentado pela adição de uma secção de pós-combustão na qual o combustível extra é pulverizado nos gases de exaustão que queimam, dando um impulso adicional.

Em um motor de turbo-hélice, os gases de escape são também utilizados para rodar uma hélice ligada ao eixo da turbina para uma maior economia de combustível em altitudes mais baixas. Um motor turbo-hélice incorpora uma hélice para produzir empuxo adicional, complementando o empuxo criado pelo motor a jato para uma maior eficiência em altas altitudes. As vantagens dos motores a jato em relação a motores de pistão incluem peso mais leve com maior potência, construção e manutenção mais simples, com menos partes móveis e operação eficiente com combustível mais barato.