FENATRAN: Allison Transmission apresenta e-eixo na Feira

FENATRAN: Allison Transmission apresenta e-eixo na Feira

Em seu estande na FENATRAN , a Allison Transmission apresentará o recém-lançado Série AXE™, um dos sistemas de eixos eletrônicos mais completos e eficientes para caminhões médios e pesados disponíveis no mercado global.

Resultado da aquisição da divisão de sistemas de veículos elétricos da AxeTech pela Allison, o eixo eletrônico agora faz parte do portfólio de soluções de propulsão da Allison. Há mais de 100 anos liderando em sistemas de transmissões totalmente automáticas para veículos comerciais, agora a empresa inova ao apresentar soluções de trens de força elétricos. A Série AXE da Allison Transmission se configura um dos mais eficientes e potentes sistemas já desenvolvidos para caminhões médios e pesados fornecendo alto nível de capacidade de potência, tamanho e simplicidade.

O e-eixo compõe-se de um sistema de transmissão elétrica que vai integrado à estrutura padrão existente nos eixos dos caminhões comerciais. Os eixos da Série AXE possuem motores elétricos, uma transmissão de duas velocidades, trocadores de calor e bombas. O modelo também inclui recursos eletroeletrônicos para uma completa solução de powertrain.

A Série AXE é composto por um ou dois motores elétricos de alta rotação e uma transmissão de múltiplas marchas, eliminando a necessidade de eixos de transmissão adicionais e estruturas de suporte. Ele se integra à estrutura padrão de quase todos os caminhões comerciais globais — facilitando o processo de instalação — incluindo modelos para coleta de resíduos, fretamento e entregas urbanas.

O eixo de saída do motor duplo tem potência contínua de 536 cv (400 kilowatts) e pico de potência de 738 cv (550 kilowatts). A configuração de eixo do tipo tandem também está disponível para esses veículos. O sistema idealizado pela Allison também aproveita 100% da energia gerada nas frenagens regenerativas. A completa integração da Série AXE com caminhões médios e pesados proporciona uma maior eficiência e a melhor potência contínua da categoria, fato proporcionado pelo seu ótimo arrefecimento interno.

O supercanavieiro Constellation 31.280 8×4 Bitola Larga Automático

A VW Caminhões e Ônibus e a Allison Transmission dão mais um passo no sentido de incrementar a tecnologia para o campo. No estande da montadora, nessa edição da FENATRAN, estará em exibição um Constellation 31.280 8×4 de bitola mais larga e com transmissão totalmente automática Allison da Série 3500™. Ele foi apresentado recentemente ao segmento sucroalcooleiro para otimizar e agilizar os trabalhos nas lavouras de cana-de-açúcar do País. Ao que tudo indica, o novo caminhão está destinado a dar prosseguimento ao sucesso do seu irmão menor, o Constellation 31.280 6×4 com bitola normal e transmissão automática, que já circula pelos canaviais brasileiros.

Para evitar que cause danos à lavoura, o novo canavieiro 8×4 ganhou eixo dianteiro estampado com bitola de três metros e pneus de alta flutuação. Esta inovação no prolongamento lateral permitiu o deslocamento da suspensão e freios, proporcionando maior estabilidade lateral do veículo em terrenos inclinados, otimizando a distribuição das cargas e assim minimizando os esforços sobre os eixos. Com a tração 8×4 e a transmissão totalmente automática Allison, o veículo traz alta capacidade de carga (PBT de 42 toneladas) e grande mobilidade por terrenos irregulares.

A transmissão automática está perfeitamente ambientada para a exigente aplicação off-road, proporcionando maior disponibilidade pelo fato de eliminar uso do sistema de embreagem. A operação ocorre sem trancos ou solavancos, com menor custo operacional, maior segurança e grande conforto para o motorista. Essa transmissão da Série 3500 vai acoplada ao motor MAN D08 de 6,9 litros, seis cilindros, com potência de 277 cavalos, torque de 1.050 Nm e tecnologia EGR (Recirculação de Gases de Escape), que dispensa o Arla 32. A tomada de força, de série nessa transmissão, também é um diferencial, pois pode ser utilizada com o veículo em movimento.

“Uma das vantagens das transmissões automáticas para esse tipo de aplicação, onde o veículo tem uma atuação semelhante à de um trator — com a vantagem de ser também caminhão —, é garantir uma maior disponibilidade do veículo e reduzir os custos com manutenção”, explica Caio Milani, da área de Vendas Especiais da VW Caminhões e Ônibus. “A cada safra, por exemplo, um caminhão canavieiro com transmissão manual substitui o sistema de embreagem em até duas vezes. Já a manutenção de uma transmissão automática se resume a troca de óleo no primeiro ano, óleo e filtro no segundo, óleo no terceiro, e assim sucessivamente. Imagine o quanto não se ganha em tempo de manutenção, disponibilidade do veículo e dinheiro com isso”.

Fonte: PRESS Consultoria