McLaren Elva: novo roadster extremo celebra o implacável espírito pioneiro da McLaren

McLaren Elva: novo roadster extremo celebra o implacável espírito pioneiro da McLaren

A McLaren Automotive revelou seu novo roadster Ultimate Series, o McLaren Elva. Como o primeiro carro de rua da marca com cockpit aberto, o Elva adiciona uma nova dimensão à linhagem topo de linha Ultimate Series. Como seus antecessores McLaren P1, McLaren Senna e McLaren Speedtail, o volume do novo McLaren Elva será estritamente limitado: apenas 399 estão sendo oferecidos para pedidos de clientes.

“A McLaren continua expandindo as fronteiras do desenvolvimento de supercarros e hipercarros em busca de experiências de pilotagem excepcionais e incomparáveis para nossos clientes, e o McLaren Elva resume esse espírito pioneiro. O McLaren-Elva M1A (Mk1) e seus sucessores são, de várias maneiras, os verdadeiros precursores espirituais dos McLarens de hoje – carros superleves e com motores em posição central, com os mais altos níveis de desempenho e excelência dinâmica. É justo que o novo roadster da McLaren Ultimate Series, um carro moderno e exclusivo, que oferece a conexão definitiva entre piloto, carro e os elementos e com novos padrões de prazer de dirigir na estrada ou na pista, reconheça nossa rica herança com o nome Elva.”
Mike Flewitt, CEO da McLaren Automotive

O novo McLaren Elva é um carro de cabine aberta ferozmente rápido; um carro de dois lugares com chassi e carroceria de fibra de carbono sob medida, mas sem teto, sem para-brisa e sem janelas laterais. Com todas as informações sensoriais aumentadas, este é um carro que existe para proporcionar um prazer de pilotagem incomparável na estrada ou na pista.

Um motor McLaren V8 biturbo de 4 litros, da mesma família de motores do McLaren Senna e do McLaren Senna GTR, se combina ao veículo de rua de menor peso já produzido pela McLaren Automotive para dar ao novo roadster superleve da Ultimate Series um desempenho verdadeiramente deslumbrante, com níveis extraordinários de aceleração, agilidade e feedback ao piloto.

Desempenho imersivo – e definitivo

“O McLaren Elva é um verdadeiro roadster Ultimate. Existe apenas para o prazer de dirigir, para proporcionar uma experiência fascinante e imersiva nascida da conexão definitiva entre o carro, o motorista e os elementos. O carro de rua mais leve que já construímos na McLaren Automotive, o Elva é incrivelmente ágil e ferozmente rápido. Seu motor V8 biturbo de 815 HP proporciona um desempenho impressionante que eleva todos os sentidos.” Andy Palmer, diretor da linha de veículos − Ultimate Series, McLaren Automotive

O carbono também forma o núcleo do sistema de freios, o mais avançado já instalado em um carro de rua da McLaren. Cada disco de cerâmica de carbono sinterizado mede 390 mm e leva muito mais tempo para ser produzido que um disco de cerâmica de carbono convencional, mas o material resultante é muito mais forte e possui melhor condutividade térmica. Isso permite que os discos de freio dianteiros, em particular, sejam reduzidos em tamanho, beneficiando a massa não suspensa e mantendo a eficiência. Os requisitos de resfriamento são reduzidos, reduzindo o duto de freio necessário, o que reduz ainda mais o peso e melhora a eficiência aerodinâmica. O sistema de freios foi introduzido pela primeira vez no McLaren Senna, mas foi aprimorado para o Elva com a adição de pistões de pinça de titânio que economizam um total de 1 kg no veículo.

O poder de frenagem é essencial devido ao desempenho oferecido pelo motor McLaren V8 biturbo de 4 litros que move o Elva: 815 HP de potência e 800 Nm de torque. Pertencente à mesma família de motores que alimenta o McLaren Senna e o Senna GTR, ele possui um eixo de manivela plano, lubrificação por cárter seco e árvores de cames, hastes e pistões de conexão de baixo peso que reduzem a massa no trem de força. A potência é direcionada para as rodas traseiras por meio de uma caixa de câmbio de sete marchas e, trabalhando em conjunto com uma função de controle de largada, o desempenho é de tirar o fôlego: aceleração de 0 a 100 km/h em menos de três segundos, enquanto o McLaren Elva é mais rápido que o McLaren Senna de  0 a 200 km/h em apenas 6,7 segundos (os números de desempenho ainda serão validados pela McLaren).

O aumento de potência é alcançado por meio de um sistema de exaustão otimizado com contrapressão reduzida e desempenho LTR aprimorado que reduz a temperatura do ar de sobrealimentação. O escapamento em si é um intrincado e leve sistema de titânio e Inconel, com duas saídas inferiores ladeando uma saída dupla montada no topo. Pela primeira vez em um carro de rua da McLaren, a ponteira de escape de titânio é criada usando a tecnologia de impressão 3D para gerar uma forma única. A nota de escape do Elva é limpa, nítida e inconfundivelmente potente, como convém a um McLaren Ultimate Series.

O novo McLaren da Ultimate Series ainda não tem preço definido para o Brasil. O valor final é determinado pelas escolhas do cliente, com infinitas possibilidades de personalização pela McLaren Special Operations (MSO) para garantir que cada Elva seja único.

As primeiras entregas do McLaren Elva aos clientes estão programadas para o final de 2020.

Fonte: LetraNova Comunicação