NISSA: Z PROTO

A ESSÊNCIA DO “Z”

Desde 1969, o venerado Fairlady Z tem enfeitiçado os apaixonados por carros esportivos pelo mundo afora. Mesmo com o lançamento de várias versões do modelo ao longo dos anos, ele sempre manteve sua identidade como o arquétipo do carro esportivo japonês.

Para descobrir, fomos ao encontro de funcionários da Nissan para conhecer suas impressões a respeito das qualidades que definem o Z e o que o “Z-ness” significa para eles.

Para abrir a série convidamos Hiroshi Tamura, Especialista-Chefe de Produto (CPS) da Nissan Motor Co. responsável pelo Z Proto e pela próxima geração do Z. Depois de ter se formado em engenharia, ele começou a trabalhar na Nissan em abril de 1984. Os primeiros anos de sua carreira na empresa foram intercalados por alguns períodos em que atuou nas filiais comerciais Autech Japan e Nissan Prince Kanagawa. Em fevereiro de 2006, ele recebeu sua primeira missão como CPS, no departamento de planejamento de produto. Em 2012, tornou-se CPS do GT-R e do 370Z, assumindo o desafio não apenas de satisfazer, mas de superar as expectativas dos fãs com os dois modelos legendários.

O que significa o “Z-ness”?

Tamura: Para mim, o “Z-ness” é o espírito da Nissan. É a forma como o carro se conecta ao motorista – à mente, corpo e alma do condutor –, proporcionando o máximo prazer ao dirigir. É assim que motorista e máquina se unem, resultando em uma autêntica “unicidade” ou “ligação” entre eles. O Z expressa uma atitude surpreendente, que passa da atração à primeira vista à sedução, para formar uma relação duradoura. Isso é único no Z.

Fonte: NISSAN do Brasil